A diferença entre mamoplastia redutora e mastopexia

Principalmente quando a intenção é levantar os seios, corrigir imperfeições ou remover a flacidez, procedimentos como a mamoplastia redutora ou a mastopexia ainda são as técnicas mais indicadas.

As cirurgias plásticas voltadas às mamas têm aumentado consideravelmente nos últimos anos e isso se deve muito ao fato de como as mulheres têm buscado formas de melhorar a autoestima ou descontentamentos com a própria aparência.

Entenda as diferenças entre cada uma delas e como elas podem restaurar a forma e o volume das mamas, mantendo o equilíbrio com o biotipo corporal da paciente:

Mamoplastia e Mastopexia – Entenda as diferenças

Apesar de ambos os procedimentos estarem diretamente ligados com a estética das mamas, correções de imperfeições e adequação de tamanhos, as técnicas possuem grandes diferenças. Conheça melhor cada uma delas:

Mamoplastia redutora

Conhecida também como cirurgia de redução de mama, na  técnica de mamoplastia redutora o cirurgião plástico tem como principal objetivo a retirada do excesso de tecido adiposo, tecido glandular e pele, a fim de chegar a um tamanho proporcional ao corpo da paciente.

A mamoplastia redutora também é muito indicada para casos em que o tamanho e o peso das mamas causam problemas de saúde e desconfortos à mulher, como, por exemplo:

  • Dores nas costas, pescoço e ombros;
  • Limitação ao realizar atividades físicas;
  • Depressões nos ombros onde as alças do sutiã são apoiadas;
  • Irritações na pele causadas pelo uso contínuo do sutiã.

Entre outras situações que podem gerar constrangimentos e problemas de coluna.

Mastopexia

Também chamada de cirurgia de lifting (levantamento) das mamas, o procedimento de mastopexia tem o intuito de reposicionar a aréola e o tecido das mamas a fim de compor um contorno mais uniforme aos seios.

Diferentemente da técnica de mamoplastia redutora, durante a mastopexia é retirado apenas o excesso de pele.

Com o passar do tempo as mamas perdem a aparência firme e jovem, gerando a flacidez e o excesso de pele, que podem ter diversas causas, como:

  • Perda de peso;
  • Amamentação;
  • Envelhecimento;
  • Hereditariedade; etc.

A aréola dos seios também pode aumentar e alargar-se com o passar do tempo e a mastopexia é o procedimento mais indicado para este tipo de correção.

De acordo com a , a técnica pode ser considerada de caráter rejuvenescedor, visto que, após a operação, o resultado é uma mama mais jovem e firme.

Porém, é importante ter em mente que, apesar de firmar mais a mama, a mastopexia não aumenta o tamanho dos seios.

Caso esta seja a intenção da mulher, é aconselhado associar o procedimento à inclusão de uma prótese de silicone.

agende uma consulta