Abdominoplastia: saiba tudo sobre a cirurgia plástica

A abdominoplastia é a cirurgia plástica para remoção de pele e gordura do abdômen. Um abdômen reto e definido é o sonho de muitos homens e mulheres, porém, nem sempre uma dieta balanceada e atividades físicas são suficientes para promover esse tipo de mudança no corpo. Um histórico de obesidade, a gestação e fatores genéticos estão entre os responsáveis pelas alterações anatômicas que levam a um abdômen pouco definido e abaulado. Na maior parte das vezes, essas alterações se resumem ao excesso de pele na região abaixo do umbigo, deposição de gordura nas laterais (flancos) e ao afastamento da musculatura na região anterior do abdomên. Esse é um dos principais motivos para muitas pessoas recorrem a abdominoplastia.

Segundo a ISAPS, International Society of Aesthetic Plastic Surgery, a abdominoplastia é o segundo procedimento mais realizado do mundo. A intervenção, é um termo genérico que pode incluir diversos procedimentos como a retirada de pele e tecido gorduroso (dermolipectomia), a correção de falhas na parede da região anterior do abdome (plicatura muscular ou correção de hérnias), a lipoaspiração e até mesmo a enxertia de gordura em casos específicos.

Ao contrário do que muitos pensam, a cirurgia não está indicada para pacientes acima do peso, pois a obesidade aumenta as possibilidades de complicações durante e após a operação, além de trazer resultados aquém do esperado. A abdominoplastia também não repara estrias que estejam acima da cicatriz umbilical. Em alguns casos, elas podem ser removidas por estarem localizadas no excesso de pele retirado durante a cirurgia.

Mulheres que pretendem engravidar futuramente e pessoas que estão fazendo dieta para perder peso devem postergar a cirurgia. É importante salientar que o procedimento só deve ser realizado quando se trata de uma insatisfação do paciente, e não por opiniões de terceiros ou por busca de aceitação através de uma imagem considerada ideal.

Variações da cirurgia de abdominoplastia

  • Lipoabdominoplastia: consiste na lipoaspiração da região abdominal antes da retirada do excesso de pele e da reparação dos defeitos da parede abdominal.
  • Miniabdominoplastia: a intervenção é reservada para casos específicos nos quais o excesso de pele e o abaulamento do abdômen são menores. A cicatrizes são menores que na abdominoplastia clássica.

Seis perguntas frequentes sobre abdominoplastia

1. Como é o antes e o depois da abdominoplastia?

Antes da cirurgia é fundamental fazer alguns exames laboratoriais, avaliação médica, parar de fumar com antecedência e cortar medicamentos que podem causar sangramento. É importante salientar que o paciente pode estar com um leve sobrepeso, mas não em estágio de obesidade.Cirurgia de abdominoplastia | Mário Farinazzo

O resultado da operação pode ser percebido imediatamente, mas durante um determinado período haverá inchaço, que vai diminuindo conforme o tempo e cuidados pós-operatórios. O resultado definitivo pode demorar de 6 a 12 meses para ser constatado.

2. Qual o tipo de anestesia utilizada?

A anestesia pode ser geral ou bloqueio (raquianestesia ou peridural).

3. Vou ficar com alguma cicatriz aparente?

De maneira geral, na abdominoplastia clássica, ela vai de um lado ao outro do abdome e ao redor do umbigo e podem passar desapercebidas mesmo em ambientes de maior exposição do corpo como praia e piscina. É importante ressaltar que a qualidade da cicatriz depende da técnica, mas principalmente de fatores genéticos. É importante avisar o cirurgião caso possua problemas de cicatrização como quelóide ou cicatriz hipertrófica em outras regiões.

4. Quais os cuidados pós-operatórios?

Após a cirurgia, serão utilizados curativos sobre as incisões e uma malha elástica compressiva para minimizar o inchaço e sustentar os novos contornos do abdômen à medida que cicatrizam. Além disso, são necessários cuidados especiais com posicionamentos para andar e dormir, restrição de atividades físicas e alimentação adequada. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular.

5Perderei o resultado da cirurgia se engravidar?

Desde que a paciente engravide no período mínimo de 2 anos após a cirurgia o resultado pode ser mantido muito próximo do obtido se forem tomados alguns cuidados durante a gestação como não ganhar peso em excesso (> 13kg) e manter alguma atividade física regular(hidroginástica, caminhada). Contudo, aconselhamos postergar a cirurgia caso ainda esteja programando uma gestação.

6. Como escolher o cirurgião plástico?

É importante verificar se o profissional é credenciado junto à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e se possui treinamento específico na área. Além disso,  se informar se o local oferecido para a cirurgia possui liberação da vigilância sanitária e se oferece condições para tratar possíveis complicações da cirurgia pretendida (laboratório, exames de imagem, UTI). Agende uma avaliação para fazer a abdominoplastia, pois só o contato direto com o profissional oferece elementos para uma escolha adequada.

Contato Mário Farinazzo