Cirurgião plástico fala sobre às extremidades no frio intenso!

Atenção às extremidades no frio intenso, confira as dicas do cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo.

Alguns cuidados são importantes ao viajar para lugares de baixas temperaturas 

Se você pretende viajar para países castigados por temperaturas severas no inverno, precisa tomar cuidado. Assim como o sol forte, o frio intenso também é um grande perigo para a pele, principalmente para regiões de extremidades, como a ponta do nariz.

Em situações extremas, os capilares, pequenos vasos sanguíneos que relaxam e contraem para regular a temperatura do corpo, diminuem muito de calibre comprometendo a circulação do sangue. Dependendo da temperatura externa, microcristais podem se formar no interior desses vasos, obstruindo-os totalmente.

O frio intenso pode ocasionar lesões e a necessidade de um cirurgião plástico

Esse fenômeno ocorre mais frequentemente nas extremidades e, por isso, há a necessidade de proteger  o nariz, orelhas e ponta dos dedos. Ao menor sintoma de formigamento ou queimação, deve-se fazer o possível para aquecer a região. Do contrário, podem surgir lesões semelhantes a queimaduras que, nos piores casos, evoluem para úlceras e gangrenas, que têm como tratamento a remoção do tecido morto através de cirurgias.

Já pensou,  perder parte do nariz?  Bom, isso acontece… Principalmente com montanhistas que se aventuram em longas jornadas aos maravilhosos, mas gélidos picos do planeta. Nesses casos, entra em ação o cirurgião especialista em nariz, que  irá avaliar o dano e planejar a reconstrução mais adequada para cada caso.

Lembre-se,  em baixas temperaturas extremas, proteja nariz, orelhas e os dedos!