Botox para Hiperidrose Axilar | Tratamento para suor excessivo nas axilas

Toxina botulínica para
hiperidrose axilar

A toxina botulínica ajuda no tratamento para suor excessivo nas axilas

OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DO PROCEDIMENTO

Benefícios do tratamento para Hiperidrose Axilar

  • Realizado no consultório em 30 minutos.
  • Pode diminuir em mais de 90% a produção de suor e o mau cheiro
  • Recuperação rápida e raras complicações
  • Usado também para hiperidrose das palmas das mãos .
  • Não exige afastamento do trabalho.
  • Alternativa segura à cirurgia (simpatectomia)

Como é realizada a aplicação da toxina botulínica para suor excessivo nas axilas?

Para a realização deste procedimento é usada uma fina agulha cuja função é injetar pequenas quantidades da toxina botulínica na pele das axilas, próximo às glândulas de suor responsáveis pela transpiração excessiva. Para diminuir a dor das picadas, são utilizados cremes anestésicos, gelo ou dispositivos vibratórios.

É possível que algumas glândulas produtoras de suor possam passar desapercebidas. Caso isto aconteça, uma sessão complementar pode ser realizada após 15 dias da primeira. As injeções da toxina não curam a hiperidrose, somente eliminam o problema durante certo tempo. Após este período, os sintomas voltam a aparecer pouco a pouco e requerem um seguimento com injeções regulares. Apesar do efeito não ser permanente, os paciente que sofrem com o suor excessivo referem uma melhora da qualidade de vida a longo prazo, pois sabem que existe esta opção de tratamento que é simples e eficaz.

Principais problemas da transpiração Excessiva nas Axilas

Afeta o convívio social

Um dos principais problemas que hiperidrose acarreta é a alteração do convívio social. Não é incomum que o paciente deixe de fazer algumas atividades por conta do problema. Situações que geram ansiedade como entrevistas de emprego, apresentações ou um encontro amoroso podem se tornar um verdadeiro martírio. Além disso, o fato de estar sempre com axilas, mãos e pés úmidos podem trazer um desconforto físico que só os portadores deste problema conhecem.

Os resultados são rápidos

O tratamento com toxina botulínica para cuidar da hiperidrose leva, em média, 30 minutos e pode ser feito no consultório médico. É possível retomar as atividades imediatamente após o tratamento, contudo, é recomendado que o paciente evite a realização de exercícios físicos por algumas horas. À partir de duas semanas da aplicação da toxina botulínica já é possível verificar uma notável diminuição do suor na região.

No Consultório

REALIZADO EM MENOS 30 MINUTOS

Recuperação

RÁPIDA E SEM COMPLICAÇÕES

Aplicação

PRATICAMENTE INDOLOR

DÚVIDAS FREQUENTES



Sim. O tratamento é extremamente eficaz para quem deseja diminuir a transpiração excessiva nessa área corporal. A toxina botulínica reduz em torno de 90% a produção de suor por um período de 4 a 12 meses dependendo do caso. Além disso, nota-se um efeito a longo prazo de redução da ansiedade dos pacientes, que sabem que existe um tratamento simples e eficaz para o problema. De certa forma, essa diminuição da ansiedade pode interromper um ciclo que se retroalimenta e que aumentaria a produção de suor nas axilas.

Como qualquer procedimento que exija o uso de agulhas, a aplicação da toxina botulínica nas axilas pode ocasionar alguma dor, sim. Infelizmente, ainda não há como evitar totalmente o desconforto durante a realização do procedimento. Contudo, pode-se diminuir a sensação ruim mediante o uso de cremes tópicos e outras técnicas anestésicas locais.

A boa notícia é que a aplicação da toxina botulínica incomoda só no momento no qual está sendo realizada e o paciente pode voltar às suas atividades pouco tempo depois de finalizada a sessão.

Não. Nenhuma preparação específica é necessária. Lembrando que os pelos embaixo do braço não atrapalham a aplicação. A limpeza do local e o uso de creme anestésico é realizado pela equipe responsável alguns minutos antes do procedimento.

Após a aplicação de toxina botulínica, é necessário aguardar algumas horas para realizar exercícios físicos. No entanto, o restante das atividades estão liberadas imediatamente após sair do consultório médico

A aplicação da toxina botulínica não deve ser feita em pacientes que tenham história conhecida de alergia à bactéria usada no procedimento. Além disso, não deve ser feita a aplicação se a pele do local estiver com algum sinal de inflamação. Embora não existam estudos científicos que limite o uso da toxina em mulheres grávidas, sua utilização não é recomendada.

Como a hiperidrose é uma situação que acomete muitos adolescentes, a toxina botulínica surge como boa alternativa para o tratamento da afecção neste grupo. É importante ressaltar que nesta idade, os hormônios estão “à flor da pele”, portanto, é comum que os jovens acabem suando mais. É preciso verificar se o caso deve ser tratado realmente como hiperidrose ou é uma reação funcional típica da idade.

image

CIRURGIÃO PLÁSTICO DR. MÁRIO FARINAZZO

Cirurgião plástico graduado e especializado em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo, onde é Preceptor do Setor de Rinologia da Disciplina de Cirurgia. Plástica e orienta semanalmente médicos residentes no atendimento a pacientes e na realização de cirurgias.

A fim de manter-se sempre atualizado sobre o setor de cirurgias plásticas, faz parte de grupos de estudos na área e participa anualmente de Congressos Nacionais e Internacionais.

É médico colaborador do Setor de Cirurgia Craniomaxilofacial da UNIFESP, participando do atendimento a vítimas de trauma facial.

Especialista em cirurgia plástica do nariz Rinoplastia e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com título reconhecido pela Associação Médica Brasileira.

QUER SABER MAIS ?

HOSPITAIS

client client client client client
Back to Top