Categorias

    A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico que tem o objetivo de retirar a gordura de áreas específicas do corpo por meio de uma cânula de sucção. A cirurgia pode ser classificada como pequena, média ou grande, variando a partir da quantidade de gordura que será retirada. Ela consiste basicamente na introdução de cânulas através da pele, que irão aspirar o tecido adiposo por meio de um sistema de vácuo.

    Os principais candidatos para a cirurgia são pessoas que possuem gordura localizada e não conseguiram eliminá-la através de dietas e atividades físicas. Nestes casos, a lipoaspiração entra em cena como uma forma de retirar este excedente, dando ao corpo melhor contorno e simetria. No Brasil, a lipoaspiração corresponde a um dos métodos mais requisitados por pacientes em consultórios de cirurgia plástica. A grande procura é explicada pela eficiência da técnica quando bem indicada e executada.

    No entanto, ainda que seja um dos procedimentos mais conhecidos no país, ainda é comum que pessoas tenham dúvidas e receios sobre a sua realização.

    O que saber sobre a lipoaspiração:

    Somente o cirurgião plástico pode fazer a cirurgia?

    A lipoaspiração requer cuidado mesmo nas mãos dos mais experientes. Seja para não causar danos estéticos ou mais graves ao paciente. O Conselho Federal de Medicina, através da resolução 1.711, estabelece que a lipoaspiração deve ser realizado por profissional com formação em cirurgia geral e treinamento específico na técnica. Uma boa forma de se proteger é pesquisando se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

    A lipoaspiração é perigosa?

    Assim como toda cirurgia, a lipoaspiração tem seus riscos.  Em mãos experientes e realizada dentro dos limites preconizados, a cirurgia é segura.

    Lembrando que os relatos de problemas com lipoaspiração veiculados na imprensa, ocorrem nas mãos de cirurgiões sem a formação específica, é fundamental que, antes de se submeter à técnica, o paciente procure um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.  Além disso, é importante relatar todo histórico de saúde para um preparo adequado antes da cirurgia.

    A lipoaspiração com anestesia local é mais segura que a lipoaspiração com anestesia geral?

    A segurança da cirurgia está relacionada a um conjunto de fatores, e a anestesia é apenas um deles. A anestesia local com sedação   pode ser usada em caso de procedimentos pequenos. Em todos os outros, a anestesia geral ou a raquianestesia e peridural são mais indicadas e seguras.

    Existe alguma diferença entre lipoescultura e lipoaspiração:

    Sim. Enquanto na lipoaspiração a gordura indesejada é retirada e descartada, na lipoenxertia essa gordura é reaproveitada em outras regiões como glúteos, mamas ou face.

    O pós operatório da lipaospiração é muito doloroso?

    A dor após uma lipoaspiração é controlada com o uso de medicamentos e cuidados específicos, como a drenagem linfática. Desta forma, o pós operatório pode ser muito bem administrado. A dor é proporcional ao tamanho da área aspirada e à localização destas áreas. A dor é pior ao movimento e nos primeiros três dias após a cirurgia.

    Homens e mulheres, mesmo aqueles com corpo considerado saudável e com proporções adequadas, costumam incomodar-se com a gordura localizada. Por uma predisposição pessoal ou hereditária, mesmo pessoas que praticam atividades físicas regularmente podem apresentar essas alterações. Com isso, a lipoaspiração torna-se um procedimento muito popular entre pessoas que tentam solucionar o problema.

    É comum pessoas que acreditam que apenas uma lipoaspiração pode resolver as questões estéticas que a incomodam. Entretanto, o procedimento não é indicado para todos os casos, sendo necessário conhecer detalhadamente quais são os benefícios que a intervenção proporciona antes de submeter-se à cirurgia.

    Quando realizar a lipoaspiração?

    A lipoaspiração não é um procedimento indicado para pessoas que desejam perder peso ou emagrecer. A intervenção tem como objetivo melhorar o contorno corporal e retirar a gordura localizada em determinadas regiões, como:

    • Abdômen;
    • Flancos;
    • Dorso (costas);
    • Culotes;
    • Face interna das coxas;
    • Face interna do joelho;
    • Braços, e
    • Região das axilas.

    Nas mulheres, o principal objetivo da cirurgia é melhorar a silhueta do corpo, valorizando as curvas, por exemplo. Já para os homens é possível proporcionar um equilíbrio no contorno corporal, deixando-o mais proporcional e sem excessos.

    Para quem a lipoaspiração é indicada?

    A lipoaspiração não é indicada para pessoas que estejam acima do peso ideal. A cirurgia pode ser realizada em pacientes que estejam com o peso ideal ou apenas 20% ou 30% acima desse peso. Dessa forma, pessoas acima do peso ou obesas que queiram realizar o procedimento, devem conversar com o cirurgião plástico a fim de definir qual intervenção estética será mais eficaz para atender às demandas dela.

    A cirurgia plástica também não deve ser tratada como o primeiro recurso disponível para a perda de gordura indesejada. Ao procurar um especialista, é possível que ele indique a prática regular de atividades físicas, somada com uma alimentação saudável. Caso esses cuidados não sejam suficientes para queimar a gordura localizada, a lipoaspiração pode ser indicada, mas trata-se de um último recurso.

    Essa consciência é importante para que o paciente não alimente falsas expectativas em relação ao procedimento ou submeta-se a uma cirurgia sem que haja necessidade de realizá-la.

    As dúvidas referentes aos objetivos alcançados com a lipoaspiração podem ser esclarecidas em uma consulta de avaliação com o cirurgião plástico. O especialista ainda solicitará exames médicos que comprovem que o quadro de saúde do paciente é adequado para a realização de uma cirurgia.

    Dessa forma, pessoas que estão com a saúde prejudicada devido ao excesso de peso ou outros fatores podem necessitar realizar um outro tipo de tratamento antes de serem submetidas a uma lipoaspiração.

    Caso deseje realizar uma lipoaspiração ou procedimentos derivados, como a lipoescultura o primeiro passo é procurar um cirurgião plástico de confiança que possa esclarecer as dúvidas e avaliar o caso.

    agende uma avaliação

    Apesar de muitas pessoas acreditarem que não, a lipoaspiração é um procedimento cirúrgico, que envolve riscos e deve ser realizada em ambiente hospitalar na grande maioria dos casos. O principal objetivo da técnica é remover a gordura localizada em determinadas regiões para melhorar o contorno corporal.

    Na cirurgia, a gordura é aspirada por meio de cânulas (tubos) de variados calibres que são introduzidas através de pequenas incisões na pele.

    Embora seja diretamente relacionada à redução de medidas, é importante ressaltar que a lipoaspiração não é um procedimento que possui o intuito de reduzir o peso do paciente, mas sim proporcionar um contorno corporal mais agradável a ele.

    Quando a lipoaspiração é indicada?

    A lipoaspiração é indicada nas seguintes situações:

    • Pacientes que apresentam áreas do corpo com gordura localizada, mas que estão com o peso ideal ou muito próximo a ele e encontram-se em um bom estado de saúde. Nesse caso, a lipoaspiração funciona como uma forma de modelar o contorno corporal;
    • Pessoas que tenham a pele com uma boa capacidade retração, já que o procedimento não visa remover o excesso de pele, como na abdominoplastia, mas apenas a gordura localizada naquela região, podendo deixar a área um pouco flácida caso a pele não apresente boas condições

    Em quais locais do corpo pode ser feita a lipoaspiração?

    Os locais mais comuns que a lipoaspiração é realizada são:

    • Abdome;
    • Região lombar;
    • Flancos;
    • Coxas;
    • Pescoço;
    • Braços;
    • Costas, e
    • Região lateral das mamas.

    O procedimento não é realizado em áreas de articulação, como cotovelos, parte de trás dos joelhos e tornozelos, por exemplo.

    Como escolher um profissional para realizar a lipoaspiração?

    Por mais que a lipoaspiração não seja considerada uma cirurgia plástica de alta complexidade, é um procedimento que exige cuidados básicos por parte do cirurgião e da equipe sendo fundamental buscar um profissional confiável para o procedimento.

    Pesquise sobre o histórico do profissional, casos de sucesso, busque saber o que os pacientes anteriores têm a declarar sobre o especialista, e pergunte se, em caso de intercorrências. O local escolhido possui estrutura para um diagnóstico correto e tratamento do problema.

    Outra dica importante é saber se o cirurgião plástico é um membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, bem como as instituições de formação e especialização, a fim de se certificar de que o profissional é, realmente, qualificado para o serviço.

    agende-sua-consulta-na-clinica-de-cirurgia-plastica-mario-farinazzo

    A lipoaspiração é um procedimento estético buscado por pessoas que desejam reduzir medidas e melhorar o contorno corporal. O procedimento consiste na aspiração da gordura localizada das regiões que o paciente deseja reduzir.

    A técnica de aspiração é realizada por meio de cânulas, acopladas em bombas que sugam a gordura corporal do paciente. Essas cânulas são inseridas pelo cirurgião plástico por meio de pequenas incisões que o especialista realiza na pele..

    Por deixar cicatrizes discretas e proporcionar um resultado bastante  significativo, que pode ser notado logo no período pós-operatório, a lipoaspiração ganha cada vez mais espaço e, consequentemente, é aprimorada. Atualmente, existem diversos tipos de lipoaspiração.

    Quais são os tipos existentes de lipoaspiração?

    Diferentemente do que muitas pessoas imaginam quando decidem se submeter ao procedimento, a lipoaspiração pode ser realizada de diferentes maneiras, sendo que cada tipo é indicado pelo especialista a fim de atender melhor às expectativas do paciente. Entenda melhor cada uma delas:

    Lipoescultura

    A lipoescultura possui o intuito de, além de reduzir a gordura localizada de determinadas áreas que incomodam o paciente, reaproveitar a adiposidade que foi removida desses locais por meio de enxertos em outra região do corpo do paciente, como glúteos e vincos da face, por exemplo, para o preenchimento e aumento.

    Lipoaspiração ultrassônica

    Consiste no procedimento de lipoaspiração precedido de técnicas que utilizam a ultrassonografia para liquefazer a gordura da região, facilitando a aspiração. Produz bons resultados, mas é mais demorada e mas carado que outras técnicas de lipoaspiração.

    Vibrolipoaspiração

       A vibrolipoaspiração é definida pela técnica de aspiração comum com o auxílio de um aparelho que faz com que a cânula vibre. A vibração da cânula faz com que ela penetre mais facilmente na gordura destruindo as células e facilitando o processo de aspiração. É mais rápida que a lipoaspiração comum, mas o hospital escolhido para a cirurgia tem que possuir o aparelho em questão ou permitir que o cirurgião leve o próprio aparelho

    Hidrolipoclasia

    Também chamada de hidrolipo, a técnica não utiliza cânulas. O especialista insere soro fisiológico ou água destilada no tecido adiposo do paciente e depois, por meio de ultrassom externo, liquefaz a gordura da região que é absorvida pelo próprio corpo. Apesar da maior facilidade e menor trauma, apresenta resultados discretos e deve ser reservada para áreas pequenas.

    Lipoaspiração a laser

    Realizada de maneira similar à lipoaspiração ultrassônica, porém com o auxílio de laser no lugar do ultrassom. Possui as mesmas vantagens do ultrassom além da possibilidade de  proporcionar maior retração da pele, um ponto importante em pacientes com a pele muito flácida. É uma técnica mais demorada e depende de um aparelho especial.

    Minilipo

    Muito comentada entre os pacientes, a minilipo consiste em uma lipoaspiração aplicada em pequenas áreas, utilizando apenas anestesia local, e aspirando um volume menor de gordura.  Na técnica, são realizados os pequenos cortes como na lipoaspiração convencional.

    HLPA

    Chamada entre os especialistas em cirurgias plásticas de hidrolipo aspirativa, a técnica associa a hidrolipoclasia, que é a injeção de soro fisiológico ou água destilada no tecido adiposo, seguido da utilização de um ultrassom externo para promover a liquefação da gordura, com a lipoaspiração convencional.

    É muito importante ressaltar, no entanto, que apenas um cirurgião plástico poderá confirmar ou indicar uma técnica como ideal para o caso. Por mais que o paciente já tenha visto resultados de determinada técnica, somente um especialista poderá garantir que aquele tipo de lipoaspiração é o mais adequado.

    A lipoaspiração é uma técnica cirúrgica indicada para pessoas que desejam melhorar o contorno corporal. Através de pequenas incisões realizadas na pele e a utilização de cânulas, aspira-se o tecido gorduroso concentrado em determinadas regiões como abdome, flancos, região interna das coxas, quadril entre outras. O uso adequado da técnica, dentro dos padrões de segurança preconizados permite que resultados muito gratificantes sejam alcançados o que explica a grande procura pela lipoaspiração.

    Apesar de bastante difundida, é comum que muitos pacientes tenham medo de realizar a lipoaspiração ou a lipoescultura (entenda a diferença entre elas aqui) por não saberem exatamente como será o período de recuperação. Entenda agora como é o pós-operatório da lipoaspiração.
    .

    O pós-operatório da lipoaspiração é doloroso?

    É comum que os pacientes sintam dor no período pós operatório à lipoaspiração, principalmente quando movimentam a área operada. No entanto, a dor é controlada com o uso de analgésicos simples (Dipirona, Paracetamol), antiinflamatórios (Nimesulide, Diclofenaco de Sódio) e, eventualmente, analgésicos mais potentes (Codeína, Tramadol). O incômodo diminui significativamente após o terceiro dia da cirurgia. Também é comum o aparecimento de hematomas e inchaço na região operada.

    Em quanto tempo verei o resultado da cirurgia?

    Apesar de mudanças serem observadas logo após a cirurgia, o resultado final  se dará a partir do quarto mês da lipoaspiração. Durante o período de recuperação é importante que o paciente não realize esforço físico ou se exponha ao sol. Neste período, o acompanhamento conjunto de uma fisioterapeuta dermatofuncional pode ser muito vantajoso.

    Como deve ser a alimentação após a lipoaspiração?

    Devido ao trauma provocado pela cirurgia e `a perda de muitos nutrientes, é  importante que o paciente tenha uma dieta `a base de proteínas, carboidratos de fácil absorção, água e sais minerais. Isso é possível através da ingestão de carnes magras (frango, peixe), frutas, legumes e hortaliças. A complementação com polivitamínicos pode ser indicada. Além disso, o paciente deve ingerir, pelo menos, 2 litros de água por dia. Outro ponto importante é que o uso dos analgésicos potentes podem causar constipação intestinal, de forma que alimentos laxativos como mamão, hortaliças e fibras devem ser incentivados.

    Quais são as recomendações pós-operatórias da lipoaspiração?

    O período de recuperação da lipoaspiração depende não só da quantidade de gordura aspirada, mas também do tamanho e localização da área que a técnica foi empregada. A associação com outras cirurgias no mesmo ato operatório e o limiar de dor do paciente  são fatores que também determinam um pós operatório mais ou menos tranquilo.

    Apesar  dos três primeiros dias após a cirurgia serem os de maior incômodo e que demandam maior cuidado, muitos pacientes conseguem realizar atividades leves e até voltar ao trabalho utilizando os analgésicos prescritos e evitando determinados movimentos.

    Para os casos de lipoaspiração da região do tronco, algumas recomendações são primordiais:

    • Uso de cinta elástica própria para o procedimento por 2 meses consecutivos;
    • Acompanhamento com fisioterapeuta com experiência em pós operatório(dermatofuncional),
    • Controle de tabagismo e etilismo;
    • Evitar posições que comprimam a região de maneira não uniforme;
    • Retorno `as atividades físicas assim que liberadas pelo cirurgião.

    É possível que o cirurgião plástico oriente algum método complementar para otimizar o resultado da cirurgia.

     CTA3

    Atualmente, as cirurgias plásticas ditas corporais são as mais procuradas pelas brasileiras. Entre estas cirurgias, destacam-se a lipoaspiração e a lipoescultura. Apesar de bastante comuns, as técnicas ainda causam diversas dúvidas, além de serem frequentemente confundidas.

    Embora sejam indicadas com o objetivo de proporcionar um contorno corporal mais agradável, a lipoaspiração e a lipoescultura têm diferenças. Entenda melhor sobre cada cirurgia a seguir.

    Lipoaspiração

    A lipoaspiração é uma técnica utilizada para retirar o excesso de gordura localizada em determinadas áreas do corpo. Para isso, são utilizados tubos de aço (cânula) de vários calibres diferentes, conectados a um sistema de aspiração.

    No procedimento, após injetar um líquido contendo adrenalina e anestésicos, o cirurgião plástico realiza pequenas incisões (0,5 cm) pelas quais insere a cânula, que aspira a gordura para fora do corpo da paciente. A cirurgia é realizada sob anestesia geral ou bloqueio (raquianestesia ou peridural), mas pode variar de acordo com cada caso.

    Apesar de ser um procedimento aparentemente simples, apenas especialistas devem indicar e realizar a lipoaspiração.

    Lipoescultura

    A A lipoescultura também é um procedimento realizado para retirar a gordura em áreas localizadas, sendo este passo da cirurgia muito similar à lipoaspiração. No entanto, a principal diferença é que, na lipoescultura, parte da gordura  aspirada da paciente é enxertada em outras áreas do corpo para preencher depressões ou aumentar o volume, como é muito comum na região glútea.

    Por ser um tecido da  própria  paciente,  não há rejeição  da gordura enxertada, o que é considerada uma vantagem quando comparado   a outras técnicas que utilizam próteses, por exemplo. Por outro lado, uma parte da gordura que é injetada pode ser absorvida e não fazer o efeito desejado. É importante ressaltar que o volume total de gordura retirado da paciente durante a lipoescultura, na maioria dos casos, é menor  que na lipoaspiração, já que,  na lipoescultura, parte deste volume é injetado. No entanto, o resultado da lipoescultura é muito satisfatório, visto que o objetivo da paciente era de remodelar o corpo e não apenas de eliminar gordura.

    Quais são as diferenças entre os procedimentos?

    Podemos dizer que a lipoescultura é a lipoaspiração somada `a  injeção da gordura (lipoenxertia) em regiões do corpo da paciente, enquanto que a lipoaspiração é somente a retirada da gordura e o descarte da mesma. Na lipoescultura as cânulas utilizadas para aspirar o tecido adiposo têm calibre menor do que as utilizadas na lipoaspiração. Além disso, a gordura retirada pode passar por uma técnica de preparo antes de ser reintroduzida para aumentar a chance de sobrevivência do enxerto e ,consequentemente, da  durabilidade do resultado.

    Caso o paciente  esteja na dúvida de qual procedimento realizar, o ideal é buscar um cirurgião plástico confiável, de preferência que tenha experiência em procedimentos de contorno  corporal  e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Apenas um especialista poderá ajudá-la na escolha da melhor técnica.

    Marque sua consulta na clínica de cirurgia plástica | Mario Farinazzo


      Fatal error: Call to undefined function html5wp_pagination() in /home/mario870/public_html/wp-content/themes/inovado_2.0/pagination.php on line 3