Conheça as principais cirurgias plásticas para mamães

Ao longo da gestação o corpo da mulher passa por diversas transformações físicas e hormonais. Essas mudanças geram, além do aumento da barriga, o acúmulo de gordura, aumento das mamas, inchaços e, consequentemente, o ganho de peso.

Após os filhos nascerem, as mulheres recorrem a dietas e exercícios físicos que  nem sempre são suficientes para voltar à forma de antes da gestação. Entenda como as cirurgias plásticas podem auxiliar a recuperação da mamãe.

Como as cirurgias plásticas ajudam a recuperação da mamãe?

Uma gordurinha aqui, outra ali,  excesso de pele, flacidez, seios desproporcionais ao corpo. Esses e outros fatores são os motivos pelos quais muitas mulheres optam por realizar cirurgias plásticas após terem seus bebês.

Quando a mulher engravida e não consegue recuperar a aparência no tempo desejado (que varia de acordo com o tipo de parto) surgem diversas insatisfações com o corpo.

O incômodo com a aparência está diretamente ligado à autoestima que , no caso de uma mulher que se tornou mãe recentemente, soma-se ao stress da nova rotina, podendo evoluir para um quadro  depressivo .

cirurgias plásticas para mamaesQuais os procedimentos mais procurados pelas mães?

A gestação causa o aumento de diversas partes do corpo, devido a inchaços ou mesmo à evolução da gravidez. Saiba quais são as principais queixas das novas mamães e os procedimentos indicados em cada caso:

  • Flacidez abdominal: Muito comum em mulheres que tiveram grande ganho de peso durante a gestação, causando acúmulo de pele, flacidez muscular da região e excesso de adiposidade. Para a flacidez abdominal a abdominoplastia é a cirurgia plástica mais aconselhada;
  • Flacidez das mamas: Devido ao aumento das mamas a pele dos seios se estica na gestação, gerando a flacidez após o período de amamentação. Para corrigir essa flacidez é aconselhada a realização da mastopexia, procedimento que remove o excesso de pele e levanta as mamas;
  • mamoplastia de aumentoDiminuição/queda dos seios: Bastante comum em mulheres que já tinham os seios pequenos e que, após a recuperação da gestação, emagrecem e têm o desejo de aumentá-los. Para esses casos é recomendada a mamoplastia de aumento ou a mastopexia com uso de próteses para levantar as mamas;
  • Mamas desproporcionais: Frequente em mulheres que já tinham seios volumosos antes da gravidez e, mesmo após o período de aleitamento materno, as mamas continuaram desproporcionais ao corpo. É indicada a mamoplastia de redução que também pode ser associada a uma lipoaspiração;
  • Gordura localizada: Queixa comum de mulheres que desejam remodelar o corpo após as gordurinhas a mais que apareceram com a gravidez. Nestes casos a lipoescultura é a técnica ideal, pois ela irá remover a gordura dos locais que a paciente quer e incluir em outra área para proporcionar um equilíbrio no contorno corporal.

abdominoplastiaQuanto tempo depois do parto pode ser feita uma cirurgia plástica?

A recomendação para uma mulher recorrer a uma cirurgia plástica após uma gestação deve levar em consideração a cirurgia plástica que melhor se enquadra ao caso dela e o pós-operatório de cada uma, visto que ela terá uma criança de colo para cuidar.

A abdominoplastia, por exemplo, pode ser realizada 12 meses após o parto e o pós-operatório exige cerca de 20 dias de repouso.

Já as cirurgias relacionadas às mamas devem ser feitas pelo menos quatro meses após a mulher parar de amamentar. Cada caso deve ser devidamente avaliado pelo cirurgião plástico e deve também receber apoio do obstetra.

É importante ressaltar que, tanto a abdominoplastia quanto as cirurgias das mamas não impedem que a mulher tenha uma próxima gravidez e, consequentemente, volte a ganhar peso, afetando o resultado do procedimento realizado.

agende uma consulta