Como é o pós-operatório da lipoaspiração?

A lipoaspiração é uma técnica cirúrgica indicada para pessoas que desejam melhorar o contorno corporal.

Através de pequenas incisões realizadas na pele e a utilização de cânulas, aspira-se o tecido gorduroso concentrado em determinadas regiões como abdome, flancos, região interna das coxas, quadril entre outras.

O uso adequado da técnica, dentro dos padrões de segurança preconizados permite que resultados muito gratificantes sejam alcançados o que explica a grande procura pela lipoaspiração.

Apesar de bastante difundida, é comum que muitos pacientes tenham medo de realizar a lipoaspiração ou a lipoescultura (entenda a diferença entre elas aqui) por não saberem exatamente como será o período de recuperação.

Entenda agora como é o pós-operatório da lipoaspiração

O pós-operatório da lipoaspiração é doloroso?

É comum que os pacientes sintam dor no período pós operatório à lipoaspiração, principalmente quando movimentam a área operada.

No entanto, a dor é controlada com o uso de analgésicos simples (Dipirona, Paracetamol), antiinflamatórios (Nimesulide, Diclofenaco de Sódio) e, eventualmente, analgésicos mais potentes (Codeína, Tramadol).

O incômodo diminui significativamente após o terceiro dia da cirurgia. Também é comum o aparecimento de hematomas e inchaço na região operada.

Em quanto tempo verei o resultado da cirurgia?

Apesar de mudanças serem observadas logo após a cirurgia, o resultado final  se dará a partir do quarto mês da lipoaspiração.

Durante o período de recuperação é importante que o paciente não realize esforço físico ou se exponha ao sol. Neste período, o acompanhamento conjunto de uma fisioterapeuta dermatofuncional pode ser muito vantajoso.

Como deve ser a alimentação após a lipoaspiração?

Devido ao trauma provocado pela cirurgia e `a perda de muitos nutrientes, é  importante que o paciente tenha uma dieta `a base de proteínas, carboidratos de fácil absorção, água e sais minerais.

Isso é possível através da ingestão de carnes magras (frango, peixe), frutas, legumes e hortaliças.

A complementação com polivitamínicos pode ser indicada. Além disso, o paciente deve ingerir, pelo menos, 2 litros de água por dia.

Outro ponto importante é que o uso dos analgésicos potentes podem causar constipação intestinal, de forma que alimentos laxativos como mamão, hortaliças e fibras devem ser incentivados.

Quais são as recomendações pós-operatórias da lipoaspiração?

O período de recuperação da lipoaspiração depende não só da quantidade de gordura aspirada, mas também do tamanho e localização da área que a técnica foi empregada.

A associação com outras cirurgias no mesmo ato operatório e o limiar de dor do paciente  são fatores que também determinam um pós operatório mais ou menos tranquilo.

Apesar  dos três primeiros dias após a cirurgia serem os de maior incômodo e que demandam maior cuidado, muitos pacientes conseguem realizar atividades leves e até voltar ao trabalho utilizando os analgésicos prescritos e evitando determinados movimentos.

Para os casos de lipoaspiração da região do tronco, algumas recomendações são primordiais:

  • Uso de cinta elástica própria para o procedimento por 2 meses consecutivos;
  • Acompanhamento com fisioterapeuta com experiência em pós operatório(dermatofuncional),
  • Controle de tabagismo e etilismo;
  • Evitar posições que comprimam a região de maneira não uniforme;
  • Retorno `as atividades físicas assim que liberadas pelo cirurgião.

É possível que o cirurgião plástico oriente algum método complementar para otimizar o resultado da cirurgia.

 CTA3