Correção da orelha de abano em crianças

A orelha de abano é caracterizada  por  malformações na estrutura da orelha. Mais precisamente, quando as orelhas não possuem os sulcos e elevações naturais, aparentando serem mais planas, arredondadas e com uma angulação maior em relação à cabeça do que a considerada normal.

Mas o que algumas pessoas não sabem é que existe um tratamento cirúrgico para a  correção da orelha de abano.

Ter orelha de abano  é  um problema que pode não incomodar algumas pessoas, mas pode ser uma verdadeira dor de cabeça para outras, acarretando um desconforto social devido a piadas e bullying , principalmente, na infância.

Por isso, muitos pais  procuram a ajuda do cirurgião plástico para a correção da orelha de abano de seus filhos ainda durante  a infância.

Como é realizada a correção da orelha de abano?

Assim como   em deformidades que acometem as orelhas,após queimaduras ou outros acidentesa orelha de abano pode ser corrigida por meio da cirurgia plástica de orelha, chamada pelos especialistas em cirurgias plásticas de otoplastia.

A otoplastia consiste na correção da angulação entre a orelha e a cabeça e na  criação das  subunidades anatômicas da orelha.

O cirurgião plástico realiza uma discreta incisão atrás da orelha, na junção  desta  com a cabeça,  separa  a pele das  estruturas cartilaginoas e  esculpe estas estruturas por meio de pontos, técnicas de lixamento e retirada de fragmentos de cartilagem.

O objetivo é um resultado  de aspecto natural e que atenda as expectativas do paciente. Essa técnica proporciona resultados muito satisfatórios, além de não deixar cicatrizes aparentes, e pode ser realizada sob anestesia local com sedação ou com anestesia geral, a mais recomendada no caso de crianças.

Qual é a idade mínima para realizar a otoplastia?

As orelhas podem ser corrigidas a partir dos seis anos, visto que, passada essa idade, o desenvolvimento das estruturas não é tão significativo.

Sendo assim, o resultado da cirurgia de correção de orelha de abano não fica comprometido após essa idade.

No entanto, muitos especialistas em cirurgia plástica orientam que os pais aguardem a vontade da criança para buscar o procedimento cirúrgico, visto que existem casos em que a correção da orelha não impacta de maneira direta na vida da criança quanto os pais suspeitavam.

CTA4