Entenda tudo sobre a cirurgia de ginecomastia

A ginecomastia é uma neoplasia benigna ou maligna que leva ao crescimento das mamas em homens. Ao contrário das mulheres, que começam a desenvolver o tecido glandular da mama entre 8 e 9 anos de idade, e o crescimento começa no início da adolescência,  essa alteração não ocorre nos garotos, mas alguns podem desenvolver excesso de tecido mamário, gerando a ginecomastia.

Segundo estudo divulgado pela International Society of Aesthetic Plastic Surgery, os homens são responsáveis por 12,8% do total de candidatos à cirurgia plástica, ultrapassando a casa dos três milhões.

O aumento dos mamilos nos homens ocorre com mais frequência na puberdade (65% dos jovens entre 14 e 15 anos) e costuma desaparecer nos últimos anos da adolescência. Porém, a característica pode permanecer em alguns casos. A ginecomastia, normalmente, aparece nos períodos de mudanças hormonais, ou seja, na adolescência e velhice.

A origem do problema pode determinar o tratamento mais indicado. Entre as possíveis causas do desenvolvimento da mama em homens estão:

  • Aumento de estrógenos;
  • Diminuição nos andrógenos;
  • Déficit nos receptores androgênicos;
  • Uso abusivo de bebida alcoólica;
  • Uso de drogas e anabolizantes.

Ou seja, a disfunção está relacionada, na maioria das ocorrências, aos fatores hormonais.

Como é o tratamento da ginecomastia?

O crescimento excessivo dos mamilos masculinos é extremamente complicado, principalmente para os que estão entrando na fase adulta. Muitos evitam contato social e deixam de fazer muitas atividades por conta do desconforto emocional.

Ginecomastia Procedimento | Mário Farinazzo O tratamento pode ser através de terapia hormonal ou intervenção plástica. No segundo caso, o cirurgião plástico
pode optar por lipoaspiração e retirada da glândula e de excessos de pele. Vale ressaltar que as técnicas podem ser combinadas se necessário.

Como é feita a cirurgia de ginecomastia?

A intervenção consiste na retirada da glândula aumentada por meio de uma incisão localizada na área inferior da aréola. Nos casos onde a consistência é de gordura (adiposa), é feita a lipoaspiração no mamilo, procedimento realizado por meio de um pequeno corte de 0,5 cm.

Nas duas situações as cicatrizes podem ficar muito tênues com o tempo, a depender da cicatrização do paciente e da extensão da cirurgia. A anestesia pode ser local, com auxílio de sedativos ou geral. A retirada de pele é mais comum em idosos ou em casos de ginecomastia em excesso, independentemente da idade. O paciente pode receber alta no mesmo dia caso o procedimento seja realizado no período da manhã.

 A maior parte do inchaço pós-operatório pode durar entre seis e dez dias. Saiba mais:

  • Uso de colete elástico entre 30 e 45 dias;
  • Evitar o cigarro;
  • Intervalo de 30 dias para exercícios físicos leves ou 60 dias para os mais pesados;
  • Uso de analgésicos e antibióticos.

É muito importante escolher o cirurgião plástico com cautela. O profissional dever ser membro associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e ter experiência na área. Investigar a origem da disfunção também é essencial. Esses cuidados são tão importantes quanto o resultado e o valor da cirurgia.

 Consulta