Preenchimento labial definitivo ou temporário | Qual o mais indicado?

Lábios bem contornados e volumosos são desejados por muita gente e, atualmente, muito mais acessíveis do que se imagina. Seja pelo avançar da idade ou por causas genéticas, lábios finos e desproporcionais deixaram de ser um problema com soluções complexas para se tornar um dos procedimentos mais rápidos e simples realizados nos consultórios de cirurgia plástica. Entre os mais procurados, temos o preenchimento com ácido hialurônioco (temporário) e com gordura (definitivo). Mas quais as diferenças entre eles?

Preenchimento labial temporário

O preenchimento labial temporário tem duração de aproximadamente seis a oito meses e é indicado para pacientes que almejam mudanças mas não querem submetidas a um procedimento cirúrgico. A aplicação é feita no próprio consultório e pode ser realizada de forma fragmentada para que correções sejam feitas e o volume labial seja aumentado aos poucos.

Nesses casos é indicado o uso de ácido hialurônico, que por conter uma substância idêntica à produzida pelo nosso corpo,  , reduz as chances de rejeição. É importante ressaltar que o limite para o aumento do volume é definido em comum acordo entre o médico e a paciente e que é possível retirar o produto em poucos dias após a aplicação, caso o paciente não fique satisfeito. Para isso, usamos uma enzima chamada Hialuronidase, que é aplicada  no local e que “dissolve” o ácido hialurônico..

Preenchimento labial definitivo

Caso a paciente relate ao especialista que deseja um preenchimento labial definitivo é preciso ficar mais atenta. A única substância sintética que proporciona resultados definitivos é o PMMA, também conhecido como acrílico ou polimetil-metacrilato. A substância  é composta por microesferas de acrílico, sendo que foi muito usada alguns anos atrás.

Atualmente, entretanto, a substância não é indicada por cirurgiões plásticos devido à possibilidade de causar inflamação e infecção (lembram do caso da modelo Andressa Urach?) . Outro aspecto é que, caso o resultado desagrade a paciente, a única forma de remoção da substância é por meio cirúrgico.

Caso a paciente esteja interessada em um procedimento estético definitivo, mas não queira se submeter ao preenchimento com PMMA é possível optar pelo preenchimento com gordura.

Esse procedimento é realizado retirando-se gordura da própria paciente na região dos joelhos, abdome e braços e injetando-se na região desejada, no caso, nos lábios. As cânulas utilizadas são muito finas e precisas de forma que pequenas irregularidades podem ser melhoradas. Vale lembrar que 30 a 40% da gordura injetada é reabsorvida (desaparece), sendo necessárias outras sessões caso a paciente deseje. O enxerto de gordura é realizado sob anestesia local e pode ser associado a outras cirurgias na face como a rinoplastia, blefaroplastia entre outras.

Sendo preenchimentos temporários ou definitivos, converse com seu médico e veja a melhor opção para o seu caso.