Quais os riscos da aplicação da prótese de silicone industrial?

”Proibido pela ANVISA e pelo Ministério da Saúde para fins médicos, a prótese de silicone industrial é utilizado clandestinamente por homens e mulheres que desejam transformar diversas áreas do corpo.

Em vez de procurar um cirurgião plástico, essas pessoas optam por usar o material, que tem como finalidade a lubrificação de peças de automóveis e vedações de ambientes.

O produto também é muito utilizado por transexuais, que recorrem a pessoas que não possuem conhecimento médico, em locais sem condições de higiene para aplicar as injeções com seringas veterinárias, próprias para equinos.

O silicone industrial é aplicado clandestinamente em diversas partes do corpo, mas as áreas mais comuns são:

  • Glúteos e quadris;
  • Mamas;
  • Pernas (coxas e panturrilhas);
  • Face.

A injeção é dolorosa e pode resultar em diversas complicações para o indivíduo que recorre a esse método. Os principais problemas são:

  • Deformidades no corpo;
  • Reação alérgica;
  • Dores crônicas;
  • Infecção;
  • Necrose;
  • Trombose;
  • Embolia pulmonar;
  • Morte.

Ao identificar sinais de complicações os pacientes procuram um cirurgião plástico, na tentativa de corrigir deformidades e encontrar uma solução para as sequelas. Porém, geralmente, o silicone líquido adere ao corpo, o que limita a ação do especialista.

A comercialização do produto não é proibida por conta da sua finalidade, porém a pena para as pessoas que aplicam o material e o utilizam para fins medicinais pode variar entre 2 e 8 anos.

A atividade se enquadra em três artigos: lesão corporal, exercício ilegal da medicina e curandeirismo.

Quanto custa uma prótese de silicone?

Vale ressaltar que essa prática não é recente e é realizada desde meados dos anos 1970. A maioria das pessoas recorrem à aplicação de silicone industrial pelos preços atrativos. Para se ter uma ideia, um litro de silicone industrial custa em torno de R$ 30,00.

A prótese de silicone, utilizada nas cirurgias plásticas, é avaliada a partir de R$1.600, dependendo do tamanho, marca e formato.

É importante salientar que esse número é referente apenas a prótese e não inclui o valor da cirurgia plástica, que envolve outros serviços, como consultas, exames, anestesista, internação hospitalar e honorários do cirurgião plástico.

Quanto custa uma cirurgia plástica?

Grande parte das pessoas que desejam realizar uma cirurgia plástica procuram por preços tabelados na internet, mas essa informação só será obtida após uma avaliação detalhada com um cirurgião plástico, pois cada paciente apresenta suas particularidades.

Aliás, a divulgação de valores nesta área é proibida pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, CREMESP. Ou seja, essa prática está sujeita a punição, além de ser uma postura antiética.

Lembre-se que a sua satisfação e saúde devem ser levadas em consideração ao realizar uma operação estética e ambas são essenciais.

Portanto, ao procurar um profissional qualificado, verifique se o mesmo é credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP, se realiza a operação em locais que tenham autorização da Vigilância Sanitária e se o cirurgião plástico, em questão, exige a presença de um médico anestesista no momento do procedimento.

Essas práticas são fundamentais para a sua saúde e segurança e são tão importantes quanto o resultado e valor da cirurgia.

Quer saber mais sobre como escolher um cirurgião plástico?

Entre em contato e marque sua consulta com Dr. Mário Farinazzo!