Quando a mamoplastia é indicada?

A mamoplastia é a cirurgia plástica que tem como finalidade alterar o volume e forma das mamas seja para fins estéticos ou reconstrutivos.

Na maior parte dos casos, as cirurgias são de aumento de volume através da inclusão de prótese de silicone, ou de redução do volume, por meio da retirada de parte do tecido mamário.

Entenda um pouco mais sobre a mamoplastia e suas principais indicações.

Em que casos é indicada a cirurgia plástica das mamas?

A mamoplastia é indicada para melhorar a forma das mamas, adequando-as ao restante do corpo da paciente. Inclui-se neste conceito os seguintes procedimentos:

  1. Mamoplastias de aumento: realizadas através da inclusão de próteses de silicone, são as mais realizadas atualmente. Indicada em pacientes com mamas pequenas e desproporcionais ou mamas assimétricas (uma diferente da outra);
  2. Mamoplastias redutoras: indicadas para pacientes com mamas muito grandes que podem causar dor nas costas, assaduras e prejudicam o convívio social e prática de exercícios físicos;
  3. Mamoplastias tipo mastopexia: realizadas em pacientes que apresentam mamas flácidas, muito comum após amamentação. Tem o objetivo reposicionar a aréola e aumentar a turgidez das mamas. Pode ser necessário a inclusão de próteses mamárias;
  4. Mamoplastia reconstrutora: indicada para pacientes que foram submetidas a procedimentos para retirada de tumores das mamas e evoluíram com pequenas ou grandes deformidades como a retirada total de uma ou ambas as mamas.

Quais são os principais cuidados a serem tomados após a mamoplastia?

Os principais cuidados a serem tomados após uma mamoplastia variam de acordo com a complexidade da cirurgia realizada.

Assim, os cuidados após uma mamoplastia de aumento (próteses de silicone) são mais simples que os cuidados após uma reconstrução total de ambas as mamas. Porém, de maneira geral, a paciente deve:

  • Não realizar esforço físico, principalmente com os braços, que não devem ser elevados além da altura dos ombros;
  • Cuidar das feridas de acordo com a orientação do cirurgião. Em alguns casos, é normal que o médico oriente deixar os curativos ocluídos por 3 ou 4 dias;
  • Utilizar as malhas ou sutiã compressivos;
  • Dormir com a cabeceira da cama elevada para diminuir o inchaço no local;
  • Não se expor ao sol até a liberação do cirurgião;
  • Dormir com a barriga para cima para não comprimir as mamas;
  • Em alguns casos: faixa para compressão da parte superior da mama, placas de silicone e pomadas especiais para cicatrizes.

Marque sua consulta na clínica de cirurgia plástica | Mario Farinazzo