Tudo o que você precisa saber sobre mamoplastia de aumento

Mamoplastia: Para muitas mulheres o seio é o atributo feminino de maior expressão. Considerado um ícone da feminilidade, eles são vistos como sinônimos de autoconfiança e sensualidade.

Segundo dados divulgados pelo Instituto de Pesquisas Ideafix, 30% das mulheres entrevistadas revelaram o desejo de aumentar o tamanho dos seios.

Vale ressaltar que o estudo foi realizado com 400 voluntárias, entre 18 e 45 anos, de cinco capitais brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília).

O procedimento de aumento da mama é indicado para mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho e formato dos seios, que perdem volume após gravidez ou envelhecimento e que passam por um processo de mastectomia ou lesão.

É importante informar que essa intervenção não corrige flacidez. Nesse caso é necessário realizar a mastopexia. Em algumas circunstâncias, as duas cirurgias podem ser realizadas ao mesmo tempo, porém apenas o cirurgião plástico pode avaliar essa possibilidade.

A cirurgia da mama pode ser dividida em três métodos: Mamoplastia de aumento (Prótese Mamária), Mastopexia (elevação das mamas) e Mamoplastia Redutora.

Nesta publicação vamos focar na primeira técnica, que é uma das mais requisitadas.

Como devo me preparar para colocar prótese de silicone?

O primeiro passo para realizar a cirurgia é definir o cirurgião plástico. Para isso, é fundamental verificar se o médico possui treinamento específico na área da cirurgia plástica e se estabelecimento, onde será feito o procedimento, é autorizado pela Vigilância Sanitária.

Além dos exames de laboratório e avaliação médica, é fundamental realizar uma ultrassonografia e/ou uma mamografia antes da cirurgia para averiguar possíveis patologias na região que podem, eventualmente, ser tratadas. Veja outros cuidados:

  • Ajustar medicamentos de uso contínuo
  • Parar de fumar com antecedência
  • Não tomar aspirinas e anti-inflamatórios
  • Não fazer uso de medicamentos naturais sem consultar o cirurgião

Como é feito o procedimento de implante de silicone?

O primeiro passo é definir, durante avaliação médica, o tipo de prótese ideal para produzir o resultado esperado pela paciente.

Toma-se como base, medidas como peso e altura, largura do tórax e posição original das mamas. Após a realização da anestesia, geralmente geral, serão feitas incisões em locais discretos para não deixar possíveis marcas aparentes. As opções são:

  • Inframamária: no sulco da mama;
  • Axilar: pela axila;
  • Periareolar: pela aréola.

A prótese mamária pode ser inserida atrás do músculo peitoral maior (retromuscular) ou atrás do tecido mamário (subglandular), anteriormente ao músculo.

Perguntas frequentes sobre a mamoplastia de aumento

1. O pós-operatório é doloroso?

Geralmente não é doloroso, mas é fundamental que as orientações médicas sejam obedecidas. No caso de possíveis dores, o tratamento é realizado com analgésicos previamente receitados.

2. Quando posso retomar a prática de atividades físicas?

Geralmente, as atividades podem ser recomeçadas após um intervalo de 45 a 60 dias. Os exercícios que envolvem os membros inferiores podem se reiniciados em cerca de 20 dias.

3. Quando posso voltar ao trabalho?

Em 4 ou 5 dias, caso não seja necessário fazer esforço físico.

4. Quanto tempo é necessário usar o sutiã modelador?

No mínimo 30 dias.

5. Posso dirigir?

É possível voltar a dirigir após cerca de 15 dias.

6. O resultado é imediato?

É possível perceber a diferença imediatamente, porém o efeito definitivo pode demorar de 3 a 18 meses, onde o seio atinge a forma, volume, sensibilidade e consistência ideal.

É importante salientar que as próteses de silicone podem exigir substituição com o passar do tempo. Questões hormonais, oscilações de peso e o envelhecimento podem interferir no resultado a longo prazo, por isso é importante continuar o acompanhamento com o seu cirurgião plástico.

Contato para mamografia de aumento | Mário Farinazzo